Ladrilhos hidráulicos

Os queridinhos da decoração

Por Maria Fernanda Mendonça

Muito utilizado na época colonial brasileira, o ladrilho hidráulico se tornou ícone da recordação das casas antigas conhecidas de muitos de nós. Essa magia de saudade embala o trabalho de muitos arquitetos e designers que recriam peças e ambientes para os dias de hoje. Mas o que é ladrilho hidráulico e como usá-lo?

 

Um pouquinho de história

Os ladrilhos hidráulicos remontam ao século IV, período em que o Império Bizantino dominava grande território entre a Europa e a Ásia. Castelos, palácios e grandes feitos da arquitetura europeia do séc. XVII carregam em sua essência, a beleza transmitida pelos ladrilhos.

No Brasil primeiramente sua utilização era restrita à importação das peças que chegavam de Portugal, França e Bélgica. As primeiras fábricas surgiram no final séc. XIX, quando um cônsul suíço transmitiu o conhecimento da técnica aos italianos residentes em São Paulo. Inicialmente os ladrilhos eram usados apenas como revestimento para pisos.

 

Igreja Matriz da Candelária em Itú. Fonte: Sisi Novelli)
Igreja Matriz da Candelária em Itú. Fonte: Sisi Novelli)

 

Definindo o material

O ladrilho é uma placa de cerâmica ou concreto de alta resistência ao desgaste para acabamentos de paredes, pisos internos e externos, contendo  superfície com textura lisa ou em relevo, colorida ou não. Este revestimento recebeu o nome de ladrilho hidráulico pelo fato de ser apenas molhado, sem processos de queima. Os ladrilhos tem durabilidade estimada em mais de 100 anos.

Sua principal característica é a alta resistência a zonas de tráfego intenso, aliando características antiderrapantes e de alta resistência a abrasão, o que o torna indicado para calçadas, passeios públicos, praças, garagens, estacionamentos, rampas para automóveis, ambientes internos, bordas de piscinas e outros, oferecendo segurança mesmo quando molhados.

As peças são produzidas, em sua maioria, nas dimensões 15×15 cm ou 20 x 20 cm, em diversas combinações de cores devido à sua técnica de produção artesanal que permite peças personalizadas.

 

2

 

Desenhos e formas

A partir da escolha do molde, é possível criar as mais diversas cores e paginações: borda, tapetes contínuos, florais, patchwork e acabamentos de rodapé. No processo de montagem, o fabricante ou arquiteto deve fornecer a planta para facilitar o assentamento.

 

Proteções e conservação

Para os ladrilhos lisos e decorados, depois de assentados, é necessário aplicar cera em pasta incolor. Caso a obra ainda esteja em andamento, proteja os ladrilhos com lona para não danificá-los.

O ladrilho deve ser limpo com sabão neutro. Nunca usar ácido, sabão em pó ou água sanitária, pois estes produtos atacam o cimento e poderão causar sérios danos às placas.

Ladrilhos com as cores azul e verde estão sujeitos à descoloração com o tempo.

 

Quanto custa?

O custo da instalação sai de R$25 a R$30 o metro quadrado, sendo que um bom instalador chega a assentar 30 a 40 metros quadrados de ladrilhos por dia, no caso de paginações simples.

A média de preços varia de R$25 o metro quadrado (modelos mais simples), a R$50 o metro quadrado das peças lisas; e de R$60 a r$180 o metro quadrado os ladrilhos mais desenhados / trabalhosos. O alto custo tem explicação: quanto mais elaborado, maior o tempo para ser produzido.

 

Tem alternativa mais barata?

Sim! Hoje o mercado está repleto de adesivos de ladrilhos hidráulicos, ideais para quem mora de aluguel ou está com o orçamento apertado. Há várias opções de desenhos que deixam um cantinho da casa personalizado sem pesar no bolso. Eles são fabricados em vinil de alto brilho com acabamento especial,  alta resistência e durabilidade em áreas molhadas.

Os adesivos são vendidos em “kits” que variam de 20 a 40 peças, com preço médio de R$125.

 

 

 3

 

Deixar uma Resposta

Current day month ye@r *